quinta-feira, 26 de maio de 2011

"Semeia palavras... colhe leituras!" (2.ª sessão) - 26/05/2011

     No dia 26 de Maio, decorreu, na Biblioteca da EPA de Carvalhais/Mirandela, a 2.ª sessão relativa à actividade "Semeia palavras...colhe leituras!", tendo participado cinquenta e quatro crianças do 2.º e 3.º Anos do 1.º Ciclo do Ensino Básico da Escola Básica de Carvalhais, que foram acompanhadas pelos respectivos Professores, elementos da Equipa do projecto Ler: há letra! e Professor Bibliotecário, José António Batista.
     Desta vez, a sessão foi orientada pelos alunos do 2.º Ano do Curso de Educação e Formação – Operadores de Sistemas Ambientais da EPA de Carvalhais que iniciaram o trabalho com a exploração dos elementos paratextuais do livro O lobo culto, sempre em interacção constante com as crianças do 2.º e 3.º Anos do 1.º Ciclo.
     Posteriormente, os alunos puderam acompanhar a leitura da história, através do visionamento das páginas do livro em PowerPoint, de modo a despertar a atenção e curiosidade dos alunos, o que possibilitou uma melhor compreensão da história, tendo em linha de conta o entusiasmo e participação demonstrados nas respostas dadas às questões que lhes foram colocadas e as relações intertextuais estabelecidas, destacando-se os contos "O Capuchinho Vermelho", “Os Sete Cabritinhos”, “Os Três Porquinhos” e o “Capuchinho Cinzento”, histórias nas quais também intervém um lobo, mas com características bem diferentes das do lobo culto.
     A segunda parte da sessão, e em articulação com o tema, personagens, espaço e lição moral da obra O lobo culto, as crianças, acompanhadas pelos alunos da EPA de Carvalhais, puderam conhecer a queijaria, local onde lhes foi explicado sucintamente o processo de fabrico do queijo, e também contactarem com as cabras, as ovelhas e dois burros de raça mirandesa que se encontravam nos campos contíguos da Escola.
     Em síntese, foi mais uma sessão muito bem conseguida, atendendo ao seu valor pedagógico, onde se procurou relacionar a leitura com as vivências e/ou experiências dos alunos, bem como com a realidade quotidiana, pelo que o balanço bastante positivo.

Sem comentários:

Enviar um comentário