domingo, 20 de fevereiro de 2011

«Onde te leva a inspiração?» - 18 de Fevereiro (1.ª sessão)




No dia 18 de Fevereiro de 2011, durante toda a manhã (9:00 – 12:30), os Professores Bibliotecários, José António Batista e Dulce Correia, dinamizaram a primeira sessão referente à iniciativa subordinada ao tema «Onde te leva a inspiração?», na Biblioteca da EPA de Carvalhais, na qual estiveram envolvidas duas turmas (3.º TPA e 3.º THSTA) da EPA de Carvalhais e uma turma (CEF 12.º Ano – Curso de Secretariado) da Escola Secundária de Mirandela, acompanhadas pelos respectivos docentes.
Este evento teve como objectivos primordiais os seguintes: apresentar alguns vídeos com poemas musicados, de modo a despertar o gosto dos alunos pela poesia; desenvolver competências de leitura, oralidade e escrita; alargar o conhecimento de poetas e suas produções poéticas; favorecer a capacidade crítica e criativa; fomentar o intercâmbio entre alunos das duas escolas.
Após a oferta do pequeno-almoço a todos os participantes na Biblioteca, procedeu-se ao visionamento de dois vídeos com poemas musicados, seguido de um breve comentário.
Seguidamente, formaram-se grupos de trabalho compostos por alunos de ambas as escolas e distribui-se o material necessário (envelopes contendo diversas estrofes de poemas recortados de poetas consagrados, folhas e tubos de cola) para o desenvolvimento de uma tarefa que consistiu na reconstrução de vários poemas à sua escolha, mas que fossem coerentes e coesos.
De referir que os poemas reelaborados poderiam (ou não) contemplar alguns ou todos os versos do poema original.
Além disso, foi solicitado a cada grupo que atribuísse um título sugestivo a cada poema reconstruído e justificasse, por escrito, a sua escolha.
Concluída a actividade, seguiu-se o momento da apresentação dos trabalhos por todos os grupos.
Dando-se continuidade à sessão, cada grupo recebeu uma ficha com propostas para a produção de um poema criativo para ser, posteriormente, também exposto a todos os participantes, tendo algumas leituras dos poemas produzidos sido acompanhadas com o som da viola.
Verifica-se, pois, que a abordagem da poesia na escola, quando se recorre a estratégias/actividades motivadoras e apelativas, consegue conquistar os alunos, possibilitando um trabalho que abrange a integração das várias destrezas linguísticas (ouvir, falar, ler e escrever), bem como aprendizagens enriquecedoras, profícuas e significativas.
No terminus da sessão, os alunos preencheram um inquérito que pretendeu aferir o grau de satisfação no que concerne às actividades desenvolvidas, considerando-se o saldo, globalmente, muito positivo, atendendo não só às apreciações expressas, mas também à adesão, interesse, empenhamento dos intervenientes e qualidade/criatividade dos trabalhos apresentados.

Sem comentários:

Enviar um comentário