quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

O livro do mês de Dezembro





Em 1960, Michael Berg é iniciado no amor por Hanna Schmitz. Ele tem 15 anos, ela 36. Ele é apenas um adolescente. Ela é uma mulher madura, bela, sensual e autoritária. Os seus encontros decorrem como um ritual: primeiro banham-se, depois ele lê, ela escuta e finalmente fazem amor. Mas este período de felicidade incerta tem um fim abrupto quando Hanna desaparece subitamente.
Michael só a encontrará muitos anos mais tarde, envolvida num processo de acusação a ex-guardas dos campos de concentração nazis. Inicia-se então uma reflexão metódica e dolorosa sobre a legitimidade de uma geração, a braços com a vergonha, julgar a geração anterior, responsável por vários crimes.
Perturbadora meditação sobre os destinos da Alemanha, O Leitor é, desde O Perfume, o romance alemão mais aplaudido nacional e internacionalmente. Traduzido em 39 línguas, foi galardoado em 1997 com os prémios Grinzane Cavour, Hans Fallada e Laure Bataillon.
Em 1999 venceu o Prémio de Literatura do Die Welt.




QUEM É BERNHARD SCHLINK?

Bernhard Schlink nasceu em 1944, em Bielefeld, e é jurista de formação. Em 1988, tornou-se juiz do Tribunal Constitucional da Renânia Setentrional-Vestefália.
É professor de Direito Público e de Filosofia do Direito na Universidade Humboldt, em Berlim, desde 2006. Tanto O Leitor como um conto de Amores em Fuga foram adaptados ao cinema. Para além destas obras, no catálogo ASA figuram também os seus livros Neblina sobre Mannheim e O Regresso.


CRÍTICAS DE IMPRENSA

«Uma pérola negra.»

in Expresso

«Uma obra-prima.»

in O Independente

«O leitor ultrapassa as fronteiras e fala directamente ao coração.»

in The New York Times Book Review

«Schlink interroga-se, num livro soberbo, sobre os destinos de uma geração presa na engrenagem do amor e da culpa.»

in Le Monde

Sem comentários:

Enviar um comentário