quinta-feira, 25 de março de 2010

Os Filhos do Homem

No âmbito da temática do desenvolvimento sustentável, que integra o nono módulo da disciplina de Cidadania e Mundo Actual, a turma do segundo ano do Curso de Operador(a) de Jardinagem e Floricultura assistiu à projecção do filme Os Filhos do Homem, realizado por Alfonso Cuáron.

O filme retrata a história de Theo Faron (personagem interpretada por Clive Owen), um homem que tem a missão de proteger uma mulher grávida, numa altura em que não nasce uma criança há mais de dezoito anos.

O filme revelou-se como um instrumento muito válido para introduzir, em contexto de aula, o debate sobre o paradoxo do poder da acção humana: se, por um lado, o Homem pode destruir a Natureza ao ponto de colocar em risco a existência das gerações vindouras; por outro lado, o Homem pode responsabilizar-se eticamente perante uma natureza em perigo.



Segue-se uma síntese dos comentários elaborados por alguns alunos do segundo ano do Curso de Operador(a) de Jardinagem e Floricultura:

O filme aborda o tema do apocalipse a partir da extinção da Humanidade, dado que, em 2027, há mais de dezoito anos que não nasce uma criança devido a catástrofes ambientais, com consequências para a saúde pública, provocadas pela acção humana.
(Filipe)

Quando o mundo passa mais de dezoito anos sem contemplar qualquer nascimento, a gravidez de uma mulher põe o mundo em alvoroço, movido por estranhos interesses na criança que está para nascer.
(Luís)

O filme retrata a história de uma mulher que apenas quer que o seu filho nasça em segurança num mundo que não assiste ao nascimento de uma criança há mais de dezoito anos!
(Manuel)

Sem comentários:

Enviar um comentário