sábado, 27 de fevereiro de 2010

North Country

No âmbito da temática da (des)igualdade de género, que integra o terceiro módulo da disciplina de Cidadania e Mundo Actual, as turmas do Curso de Operador(a) de Sistemas Ambientais (Tipo 2) e do primeiro ano do Curso de Operador(a) de Jardinagem e Floricultura assistiram à projecção do filme North Country, realizado por Niki Caro.

O filme retrata a história de Josey Aimes (interpretação de Charlize Theron que mereceu uma nomeação para Óscar de Melhor Actriz em 2006), uma mulher que, ao trabalhar numa mina, é, tal como as suas colegas, vítima dos preconceitos dos mineiros. Josey desencadeia uma luta contra os constantes abusos sofridos pelas mulheres, iniciando uma batalha jurídica em prol da igualdade de género.

O filme revelou-se como um instrumento muito válido para introduzir, em contexto de aula, o debate sobre os atentados contra os direitos humanos que as mulheres sofreram (e sofrem) ao longo da história.



Segue-se uma síntese dos comentários elaborados por alguns alunos do Curso de Operador(a) de Sistemas Ambientais (Tipo 2) e do primeiro ano do Curso de Operador(a) de Jardinagem e Floricultura:

O filme retrata a discriminação laboral e os abusos sexuais contra mulheres para, depois, mostrar que homens e mulheres possuem os mesmos direitos.
(Luís Miranda)

O filme mostra a discriminação contra as mulheres no trabalho diário de uma mina. O que mais nos revoltou no filme foi a forma desrespeitosa como os homens tratavam as mulheres. Felizmente, as mulheres uniram-se para terminar com os constantes abusos.
(Andreia Nascimento e Andreia Morais)

Gostei que a protagonista tivesse processado a empresa de minas pelos contínuos abusos sexuais contra as mulheres que lá trabalhavam.
(Paulo)

Gostei que a protagonista não se resignasse aos constantes abusos sofridos nas minas, tendo denunciado o caso.
(Marco)

O filme aborda a história de uma mulher que após ser vítima de violência doméstica, decide sair de casa com os seus filhos e procurar o seu sustento numa mina onde vive situações de discriminação laboral e sexual.
(Emanuel e Cristóvão)

Gostámos do facto de todas as mulheres se terem unido na defesa da igualdade de direitos entre homens e mulheres.
(Vítor e Hermínio)

O que mais me revoltou foi a violação sofrida pela protagonista.
(Micael)

Sem comentários:

Enviar um comentário